Tecnologia A Serviço.

Arquivo para a categoria ‘Curiosidade’

O pai de Tudo que Existe ARPANET, na internet.

ARPANet, acrônimo em inglês de Advanced Research Projects Agency Network (ARPANet) do Departamento de Defesa dos Estados Unidos da América, foi a primeira rede operacional de computadores à base de comutação de pacotes, e o precursor da Internet.

História

Pode-se dizer que a ‘ARPANet’ foi o “pai” da Internet. Desenvolvida pela agência Americana ARPA (Advanced Research and Projects Agency – Agência de Pesquisas em Projetos Avançados) em 1969, tinha o objetivo de interligar as bases militares e os departamentos de pesquisa do governo americano. Esta rede teve o seu berço dentro do Pentágono e foi batizada com o nome de ARPANet.

A ARPANet foi totalmente financiada pelo governo Norte-Americano, durante o período que ficou conhecido como Guerra Fria, período este caracterizado pelo embate ideológico entre a extinta União Soviética (URSS) e os EUA. Temendo um ataque por parte dos seus opositores, os americanos tinham como objetivo desenvolver uma rede de comunicação que não os deixasse vulneráveis, caso houvesse algum ataque soviético ao Pentágono.

Usando um Backbone que passava por baixo da terra, a ARPANet ligava os militares e os investigadores sem ter um centro definido ou mesmo uma rota única para as informações, tornando-se quase indestrutível.

No início da decada de 70, universidades e outras instituições que faziam trabalhos relacionados com a defesa, tiveram permissão para se conectarem à ARPANet e em meados de 1975 existiam aproximadamente 100 sites. Pesquisadores que trabalhavam na ARPANet estudaram como o crescimento da rede alterou o modo como as pessoas a utilizavam.

No final dos anos 70, a ARPANet tinha crescido tanto que o seu protocolo de comutação de pacotes original, chamado Network Control Protocol (NCP), tornou-se inadequado. Foi então que a ARPANET começou a usar um novo protocolo chamado TCP/IP (Transmission Control Protocol/Internet Protocol).

ARPANet divide-se e origina a MILNET — para assuntos militares — tornando-se a parte restante pública e mudando o nome para internet.

Atualmente, há cerca de 400 milhões de computadores permanentemente ligados à Internet, para além de muitos sistemas portáteis e de desktops que se ligam de forma esporádica.

Fonte: ARPANET – Wikipédia, a enciclopédia livre.

%d blogueiros gostam disto: